terça-feira, 28 de junho de 2011

Você sabe calcular o volume de uma piscina?










Calcular a área e o volume de uma piscina é fundamental para saber principalmente qual é a quantidade correta de produtos que deve ser aplicada para mantê-la tratada, entre outras coisas, como dimensionar a potência da bomba e do aquecedor, caso precise aquecê-la. Dependendo do formato da sua piscina, calcular o volume dela pode ser uma operação muito fácil. Especialmente se a profundidade não variar. Entretanto, formatos regulares compostos e profundidades variadas exigem um cálculo um pouco mais complexo. Em primeiro lugar é preciso calcular a área da piscina, depois é só multiplicar esse valor pela profundidade média dela. Para você não ter que ficar relembrando aquela terrível aula de matemática, consideramos os formatos mais comuns, e indicamos como é feito o cálculo da área nos seguintes casos:

• Área de Piscina Quadrada – Multiplicar lado por lado

• Área de Piscina Retangular - Multiplicar a largura pelo comprimento

• Área de Piscina Trapezoidal – Multiplicar a média das bases pela altura.

• Área de Piscinas Circulares – Diâmetro multiplicado pelo diâmetro, multiplicado pela constante 0,785.

• Área de Piscinas Ovais – Multiplicar o diâmetro menor pelo diâmetro maior e multiplicar por 0,785.


Depois disso é só multiplicar o valor da área pela profundidade média de sua piscina e pronto! Caso a sua piscina tenha um formato diferente, veja quantos formatos regulares cabem dentro dela e faça o cálculo somando as áreas e os volumes das partes que compõem a sua forma. Um bom exemplo para isso é a piscina de formato Oval Oblonga. Seu formato equivale a um círculo (dividido em duas partes, uma de cada lado) mais um quadrado. Vale lembrar também que um metro cúbico é equivalente a 100 litros!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. É muito importante para nós, saber a sua opinião sobre o nosso blog.

Postar um comentário